Grupo Arca desnuda realismo em Fora desse Mundo


Peça aponta para o individualismo contemporâneo e a reconstrução de cada um em meio ao caos.

Foto/ Cassia Ferreira



Em 08/09, Grupo Arca estreia no teatro Arthur Azevedo o espetáculo Fora desse Mundo. É uma criação coletiva baseada no texto do ator e dramaturgo armênio Arthur Haroyan, com viés contemporâneo, que propõe a mistura de linguagens - desde mímica, dança, manipulação de objetos, ação verbal a depoimentos intimistas – resultando numa atmosfera poética e sensorial.

Dessa experimentação, o diretor Kleber Góes conduziu a essência da peça para a estética, presente nas artes plásticas, na coreografia e na comunicação do corpo dos atores tornando a obra mais sinestésica para o espectador.

Um misto de imaginário, realidade, ficção e relações humanas se fundem despontando para um não lugar onde as pessoas aparentemente existem e compartilham suas angústias, aflições e sonhos, de forma conjunta e ao mesmo tempo individual.

Aclamado pela crítica no Festival de Curitiba 2017, o espetáculo revela a nudez da alma de cada artista e a complexidade das técnicas cênicas.

“A ideia da peça surgiu durante a minha viagem pra as montanhas de Cáucaso. Eu estava buscando histórias novas, relatos, crônicas para meu texto novo. Essa busca me levou para uma pequena aldeia onde os seus moradores viviam como se fosse fora desse mundo. Era uma comunidade com as suas próprias regras da vida, repletas de relações, de poder, amor, ódio, sexo e morte, sem tempo e sem relógio, onde cada pequena ausência é uma eternidade”, diz o autor do texto Arthur Haroyan.

Como resposta, chegamos a um espetáculo onde a fisicalidade do ator num primeiro plano apoia a dramaturgia. A flexibilidade na busca de referências, a liberdade de expressão criativa fiel à experimentação e risco, transformam o texto original em uma mistura de fragmentos de diários íntimos e personagens inventadas”, diz o diretor Kleber Góes.
SINOPSE: Situada em uma realidade paralela, seis pessoas vivem o isolamento. Cada um carrega suas inquietações, suas razões e o porquê de estar em isolamento. Imerso nesse mundo líquido, onde nada é fixo ou certo. Trabalha o existencialismo que desencadeia reflexões sobre o ser, estar e o sentir.

FICHA TÉCNICA:

Texto: Criação colaborativa do grupo Arca baseada na obra de Arthur Haroyan
Elenco: Ana Paula Inácio, Arthur Haroyan,  Fábio Parpinelli, Gustavo Vierling, Júlia Marques, Pedro Reis.
Cenário, Roteiro e Direção: Kleber Góes
Direção de Movimento e Preparação Corporal: Fábio Parpinelli

REALIZAÇÃO:

APRESENTAÇÕES:  
TEATRO MUNICIPAL DA MOÓCA ARTHUR AZEVEDO
DE 08 DE SETEMBRO A 01 DE OUTUBRO DE 2017
HORÁRIO: SEXTA E SÁBADO ÀS 21 HORAS E DOMINGO ÀS 19 HORAS

Ingressos:
Inteira R$ 20,00
Meia entrada R$10,00 (estudantes, professores e idosos) e ian, yan (descendentes de armênios).
PROMOÇÃO: As sextas todos pagam meia entrada (R$ 10,00)
Formas de pagamento
Cartões de crédito: Visa, Mastercard
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro
Informações adicionais: Acesso Cadeirantes

Classificação etária: 12 anos
Tecnologia do Blogger.