Paulo Rodrigo Fonseca e o The One


Paulo F(1)

Paulo Rodrigo Fonseca e o The One










Paulo Rodrigo Fonseca chegou na tv brasileira com a intenção de causar. Recentemente aconteceu a estréia do seu programa, um talk show GLS de alto nivel, sob o seu comando.  Paulo Fonseca (35), empresario e ex-modelo, apresenta com muito charme, simpatia e sofisticação um programa de assuntos variados num clima de muita descontração. Paulo é casado,  nasceu em Barretos (SP),  sob o signo de aries,  mas reside em São Paulo (Capital). Em breve seu programa poderá ser visto em mais 78 cidades, onde assinou com a WNTV e Lord TV.
Paulo, o início de sua carreira foi como modelo?
Sim, iniciei minha carreira como modelo, em Barretos. Me tornei referência na cidade por ter um estilo diferenciado, sai em varias matérias e colunas sociais. As pessoas vinham de cidades próximas, para me ver nas danceterias e copiar os estilos de roupas que eu usava. Na época, Triton e Opera Rock que adoro!
Você é muito elegante, esta sempre bem vestido. É muito vaidoso?
Depende como define vaidade. Sou uma pessoa apaixonada por perfumes importados e alguns nacionais, mas não sou o tipo de pessoa, que se define como metrosexual. Gosto de me vestir bem, mas não uso cremes para a pele. Me preocupo muito com o tipo da minha alimentação. Por exemplo: carnes vermelhas, só em último caso. Se tenho em casa, frango ou peixe, prefiro. Não malho (por opção, não gosto mesmo) mas adoro frutas, verduras, legumes em geral e como pouco doce…rss.Sou vaidoso no quesito vestimenta. Desde pequeno sempre me preocupei muito com minha aparência, pois sempre fui magro e isso me incomodava, então tinha que ter algum “diferencial”, e usava isto nas minhas roupas. Mas muito disto devo a minha mãe que é uma mulher extremamente bela ( corpo e pele bem cuidada) e que se veste muito bem. Nunca vi minha mãe por mais simples que estivesse, desarrumada. Achava isto lindo nela! Fora a casa, sempre muito bem organizada e limpa. Isto sim, eu posso dizer que me atrai, sou vaidoso nisto. Fui criado assim: “antes uma roupa velha, mas limpa e cheirosa, do que uma roupa nova e fedendo, rs”.Sou extremamente detalhista, em tudo! Talvez por isso, me torno mais chato com vestimenta. Por exemplo, acho horrível um homem vestido com a calça jeans, caída no meio da “bunda”, larga, sobrando panos, com a camisa para fora, estilo: “desleixado”, eu não usaria…jamais. Acho bonito uma pessoa elegante, independente de grife ou não. Gosto de pessoas simples, mas bem alinhadas.
Tem alguma griffe em especial que seja a sua preferida?
Tenho várias marcas que gosto muito, mas falando de marcas Tops mundiais, gosto muito da D&G, Bvulgari, Prada. Mas a minha preferida, é a Dior. Amo! No momento estou usando a grife do meu amigo Ralph Kemp, famoso estilista e designer fancês, onde tenho o prazer de mostrar seu trabalho lindíssimo aqui no Brasil.E brasileiras, gosto de várias, entre elas: Lelis Blanc, Crawford, BuckMan, Triton, Opera rock… Mas na verdade, a marca que me atrai mesmo, é aquela que tem conteúdo, alma, amor, originalidade e estilo… adoro isto! Não visto uma roupa ou marca, apenas por vestir. Tem que literalmente me encantar. Senão nada feito!
Paulo, o programa The One é o primeiro programa Talk Show GLS da TV brasileira ou já houve outros anteriormente? Quando o programa teve sua estréia?Paulo F(5)
Sim, o The One, é o primeiro projeto alto nível, GLS – Talk Show de Variedades no Brasil, em uma TVaberta. Existe sim, outros programas em internet, mas nada comparado ao The One em uma emissora de TV. E pela TV, nunca houve, pelo que eu saiba, nenhum programa GLS no Brasil, voltado ao público em geral. O programa estreou na TVAberta São Paulo, pelos canais 09 – NET TV, TVA 72 e 99, as 00:00 hrs todas as quartas- feiras, em Abril de 2012 e graças a Deus, está se tornando referência junto a toda a sociedade.
O The One é um programa voltado especialmente para o público GLS ou não?
Não. O The One é definido como GLS, porque sou o primeiro apresentador em uma emissora de TV, assumido gay. Sabemos que existem e existiram apresentadores “gays” em tvs, mas nunca nenhum assumido publicamente. E os temas não são 100% GLS. Tenho pautas com assuntos relacionados ao mundo GLS, mas não é segmentado. Tenho por exemplo, pautas com personalidades GLS ou que fazem trabalhos GLS, eventos GLS, baladas e bens de consumo alto padrão GLS, mas o foco não é somente o público GLS e sim o público em geral.O intuito do The One, é mostrar a sociedade em geral que apesar de sermos gays, temos caráter, consumimos, somos pessoas normais e que tem um extremo bom gosto e alto poder aquisitivo. Se você parar para ver, as maiores marcas do mundo, que vestem toda uma classe, GLS, ou hétero, 80% deles, são gays. Então porque o preconceito, se usam, consomem e usufruem de tudo que os gays fazem?
Qual é o teor do programa?
O Programa se tornou referência, porque agrego valores que para mim sempre foram importantes, e que o público gostaria de ver, como por exemplo: classe, estilo, alegria, pautas que prendem a atenção e tudo relacionado ao luxo, a originalidade e a ousadia. Sem ser vulgar ou sem conteúdo. Nosso país precisa de mais conteúdo e menos de “peito e bunda”. Abordo todo tipo de assunto: Moda, beleza, saúde, gastronomia, eventos, entrevistas, política, preconceito, ongs (que amo de paixão), viagens, bens de consumo, tecnologia, entre outros. É um programa bem divertido, sério, alegre, de nível e principalmente original.
É você quem escolhe os entrevistados e os assuntos que serão abordados ou tem uma equipe?
Sim, Tudo passa por mim. Desde a criação do logo, as pautas, as perguntas, o cenário, as músicas, o conteúdo, a forma de merchandising, enfim tudo passa pelo meu crivo. Se falo não, é não e pronto. Só me convence se sei que isto ou aquilo para o público vai agregar algo de bom e retorno para meus patrocinadores e parceiros. Caso contrário, não coloco uma pauta só por colocar, ou uma marca só pelo dinheiro. Meu caráter e personalidade, estão presentes sempre! Em tudo! Preciso me identificar com a pauta, com o tema, com as marcas e com a intenção real dos produtos, senão nada feito. Porcaria já tem muito nas TVs, e as pessoas estão cansadas disto, afirmo!
Você apresenta o programa sozinho ou tem colaboradores?
Apresento o programa sozinho. O âncora sou eu. Tenho uma repórter Drag Queen, que antes de tudo se tornou uma pessoa querida na minha vida, a Lisa Crazy. Tive muita dificuldade em agregar uma pessoa com valores humanos ao projeto, e depois de muito pesquisar, tive a honra de ter a Lisa neste projeto, como minha jornalista e repórter. Estou querendo colocar mais uma repórter, uma Hétero, para agregar ao programa mas por enquanto, ainda não achei esta pessoa. Quero alguém que de fato seja engajada no projeto. Que ama o que faz e principalmente que vá atrás de parceiros, patrocinadores e que não queira tudo de mão beijada! Não vou dar um quadro de “graça” a uma repórter, só por ser bonita, ou por ter ( peito e bunda )…Isto não me agrega nada. E muito menos aos meus telespectadores. Se achar… ótimo. Se não achar, fica como está mesmo.
Paulo F(8)As matérias são somente internas ou faz externas também?
Tenho matérias externas e internas, mas o foco do The One são as matérias internas, no estúdio mesmo. Meus entrevistados amam! Vejo isto pelo olhar e alegria deles nas gravações. Se sentem bem ao meu lado e a vontade, por isso o The One é o sucesso que é!As externas, faço quando vejo esta necessidade nos patrocinadores, e os agrego sempre as pautas. Isto é muito importante; levar sempre: Honestidade, transparência e profissionalismo a quem está em casa nos assistindo.
Tem algum apresentador que você admira e usou como inspiração?
Rs… sabia que ia fazer esta pergunta…kkkk.Tenho sim. Sou uma pessoa muito chata no quesito televisão. A maioria acho que força demais, não transparece aquilo que de fato é; mas isto é um problema de cada um; uma hora a máscara cai. Mas tenho sim, apresentadores que adoro, não pelo trabalho que fazem somente, mas pela pessoa que sinto que eles são: Hebe Camargo, Adriane Galisteu, Clodovil, que era um querido, e uma pessoa de extrema classe e transparência em tudo na vida. Tinha suas falhas, como todos nós, mas nunca vi este homem deixar de ajudar ao próximo, e principalmente a natureza e os animais. Sinto falta dele. Era único. Mas adoro também de paixão: Silvio Santos, um Homem de Deus (Iluminado), e de uma visão empresarial unica; Xuxa, Ronnie Von, que possui uma classe única, uma educação e humildade impar, Luciano Huck, Marília Gabriela, amo – ela é uma das poucas que conheço que segura um programa de entrevistas sem cansar. Tem um jeito todo dela. Adoro isto!A Catia Fonseca, Gugu Liberato (amo este apresentador) Acho ele uma graça e uma simpatia de pessoa. Nada o substitui. E tem um que gosto demais: Ratinho, uma pessoa que como eu, é aquilo que é, fora e dentro da televisão. Humano, humilde e sincero. Gosto demais! Agora uma pessoa que amo e tenho como exemplo vivo é: Chico Xavier. Amo a Angelina Jolie, pelo que faz para as crianças do mundo e Madre Tereza de Calcutá. A vida destas pessoas me encanta. Espero um dia poder chegar ao nível Espiritual e humano delas!!!
Você é sócio-diretor da Agência de publicidade e Comunicação( Paja Mídias). Isso facilita em relação a qualidade e divulgação do programa?Paulo F(13)
Não. Não uso da minha empresa, para o mesmo. O The One, é o filho mais novo da Paja. A Paja é uma empresa que presta assessoria em vários quesitos: Eventos, congressos, marketing pessoal entre outros. O The One, surgiu de mim e do meu sócio e companheiro e a Paja  Midias é dona deste projeto. A Paja, é um reflexo do Paulo Fonseca, assim como o salto. Tenho videos que ultrapassam por exemplo, mais de 62 mil acessos no youtube, antes mesmo de usar salto. Ou seja, o salto é um complemento, assim como a Paja. O The One, é meu reflexo, assim como a Paja.
De onde surgiu a ideia de usar sapatos femininos com saltos altíssimos?
Como lhe disse, tinha como espelho a minha mãe que sempre foi uma pessoa muito vaidosa. Nunca vi minha mãe sair na rua, sem um salto alto. Sempre muito elegante, bem vestida, cabelos e unhas impecáveis e que cuidava muito do corpo. E apesar de ser gay, amo as mulheres. Sempre tive isto na mente. Acho chique, elegante. E em São Paulo, no Shopping Villa Lobos, em uma exposição, vi um ícone do requinte, em uma foto preta e branca, usando salto alto, e estava nú. Então pensei, se ele pode, porque eu não? E principalmente, por amar demais as mulheres, foi o modo do qual achei, por ser gay, de prestigia-las e homenageá -las. Vocês são definitivamente o (luxo). Possui o dom de liderar, de unir, de amar, de proteger e tem na essência a sensibilidade, e tudo que é sensível é belo. Adoro isto!
Geralmente as mulheres, mesmo acostumadas a usarem salto com frequência, as vezes numa festa ou balada, acabam se deixando vencer pelo cansaço e tira os sapatos? Você faz isso ou se mantém no salto atÉ o fim?
Boa…kkk. Não… como hoje o Paulo Fonseca, virou marca, uso o salto 24 horas do meu dia.  Nos eventos, eu fico até o fim com o salto. Já houve sim, momentos do sapato me incomodar a ponto de me sangrar a pele e ai sim, eu pedir a equipe ou a minha assessoria, para ir no carro e pegar outro par ( o par tal ), para eu trocar, mas jamais descer do salto! Nunca. Meu público e amigos, gostam disto. E devo tudo isto a eles, sempre! Sou ariano.  Para quem já passou por tantas provações na vida, não será um salto alto  que vai me derrubar! rsss.
Você esta sempre usando modelos de sapatos lindos e maravilhosos. Usa uma marca exclusiva ou não?
Tive muita dificuldade, em achar um “parceiro” que me vestisse os pés. Hoje tenho como parceira a Enzo By Rubim, mas ainda não achei nenhuma empresa que me pague para divulgar sua marca de sapatos, e também ter uma linha minha exclusiva. Mas sei que isto vai acontecer e logo. Garanto! Os sapatos eu tenho a liberdade de escolher, todos eles. Não sigo tendências. Sigo a minha tendência, sempre. Por exemplo, nunca me verão de salto anabela… rsss. Acho o fim! Sempre no salto alto e com muito brilho, pois vocês merecem! Mas estou sim a procura de uma empresa que seja minha patrocinadora (Oficial) com saltos!
Qual foi a reação das pessoas, ao se deparar com um homem usando ternos de griffes famosas e de salto alto? Houve discriminação?
Discriminação sempre haverá. Veja a Madonna por exemplo. Super criticada por pessoas que nada mais nada menos, vêem nela o reflexo de si e isto incomoda. Tudo que é novo, diferente, ousado ou original causa um certo transtorno, mas no fim, todos que criticam, são justamente os que mais seguem estas pessoas. Minha família sempre me aceitou como pessoa, como homem que sou, e sempre souberam diferenciar minha escolha sexual do meu caráter, e isto para mim é o que importa. O resto, sempre vai haver pessoas tirando sarro, querendo prejudicar ou humilhar aquilo que é original. E isto não me incomoda. Mas na questão da reação das pessoas… Estou muito feliz! Sou muito querido por todos, inclusive as crianças. Elas me adoram e adoro demais elas, pois são puras. Não tem maldade no coração e isto me encanta. Quem as estragam são os pais, na sua cultura ” hipócrita”, fazendo da sociedade o que é hoje… infelizmente.Meu público hoje, é definido por pessoas de todas as classes sociais. Beijo, abraço, cumprimento todas as pessoas, sejam elas de que classe for, pois amo a pessoa, independente de ser negra, branca, gorda, magra, enfim… adoro as mulheres e fico feliz, com o carinho que tenho do público hetero, masculino e feminino. Nunca tive nenhum problema com eles. Me tratam muito bem. Mas devo isto ao fator respeito e educação. Isto é fundamental. E principalmente, respeitando o espaço de cada um. E isso faço muito bem, pois exijo o mesmo comigo na minha vida.
Paulo F(10)Você é muito charmoso, bonito, culto, inteligente, carismático e irreverente. Costuma ser muito assediado?
Sim. Meu companheiro dá risada. Desde menino sempre fui muito assediado. Na minha casa, o telefone não parava de tocar e eram só meninas atrás de mim…kkkk. Minha mãe ficava louca da vida, pois tinha medo de eu virar um “galinha”… mas acabou que isso não aconteceu.As mulheres ficam encantadas comigo e gostam do Paulo Fonseca de salto alto. E os homens acham inovador, corajoso e ficam felizes com minha presença. Dizem que tenho luz e classe e que isto faz bem. Fico feliz. Adoro este carinho. Pois é assim que defino o assédio. Vejo isto como um carinho das pessoas. Elogio é sempre bom. Como elogio muito quem gosto ou acredito. Aceito os elogios numa boa!
Uma das coisas que admiro em você é o seu caráter, a sinceridade, sua personalidade transparente, mesmo porque costuma responder a altura, mas sempre mantendo a classe, não desce do salto diante das circunstâncias. Essa educação toda é de berço? Nasceu numa família tradicional?
Sim. Venho de uma família extremamente católica. Fui criado por minha mãe e pelos meus avós maternos, que amo demais. Tive que amadurecer muito cedo. Tive uma infância maravilhosa. Normal. Mas sempre me vi “grande”… adorava ficar e estar perto de pessoas mais velhas, pelo conhecimento.Meus pais sempre me ensinaram o principal na vida: Honestidade, caráter, humildade e postura. E sempre, para tudo, tinha diálogo. Meus avós conversavam muito comigo e com meu irmão. Minha avó, que faleceu há 07 meses, me faz muita falta. Meu avô ainda é vivo, graças a Deus, e aos 86 anos é lúcido. Até hoje ele me olha e vejo o brilho, o orgulho nos olhos dele. Ele sempre diz que se morrer hoje, vai morrer feliz, pois nunca dei um desgosto na minha família, e apesar da escolha sexual, sempre fui um homem honesto, sincero e verdadeiro. E era isto que ele queria, assim como minha mãe e minha avó, deixar para mim… E conseguiram. Tudo que sou, devo a eles. Minha avó sempre me dizia: “filho, você vai ter na vida muitas pessoas que vão de admirar, te seguir e te amar pelo que você é! E milhares que vão tentar te derrubar, te fazer sofrer, te odiar, pelo mesmo motivo, então, se acostume! E nunca deixe de ser você. A honestidade e a transparência vão te levar longe! A gente nunca perde por ser honesto e verdadeiro”… e levo isto comigo Cléo, até hoje! E assim sempre vai ser! Eles me diziam: As pessoas sabem o significado das coisas, mas não sabem seu verdadeiro valor. E isto, te afirmo, eles me ensinaram! Sou super sincero, chegando as vezes, a ser deselegante, mas não me importo. Isto é bom, para que eu veja realmente quem é ou não  meu amigo de verdade… e já percebi que muitas pessoas  gostam da mentira, se sentem bem em mentir,  e para mim este tipo de pessoa não serve. Quero bem longe de mim, é um favor que me faz ficarem distantes. Vou ser sempre assim, quer gostem ou não!
Gosta de viajar? Quais os países que conheceu? Que país deseja visitar um dia?
Sim. Adoro viajar. Eu conheço uma boa parte do Brasil, que amo. Mas minha paixão mesmo, foi ter conhecido a Europa: Milão, Itália, Suiça…adoro tudo lá. A cultura e o conhecimento, sempre me encantaram. E os franceses, tem extremo bom gosto, sem muitas vezes precisar ostentar isto. Quem tem, tem. Quem não tem, “compra” e acaba virando cafona…rs Pretendo conhecer ainda, a Austrália( Sidney ), Grécia e o Taiti. E um país que tenho loucura em conhecer pela tecnologia, é o Japão. Amo tudo que é inovador e tecnológico. Fora a cultura que é riquíssima! Vou levar meu companheiro para conhecer a Itália, um sonho dele que vou realizar. Ele merece e aproveito para me encher de mais cultura. Adoro!
O que você admira nas pessoas?
Esta é uma pergunta fácil de responder. Admiro aquilo que tenho em mim: Caráter, honestidade, sinceridade, simplicidade e a humildade. Me encanta pessoas que fazem o bem. Pessoas que se preocupam com a natureza, que respeitam os animais, os idosos e as crianças e principalmente, pessoas que cumprem aquilo que prometem! Isto para mim, define o caráter 100% de uma pessoa. Tenho exemplo a mim e aos meus pais, que são assim. A palavra deles vale mais que qualquer contrato! Se eles falam, eles cumprem. Amo pessoas assim! Caráter se define, quando suas atitudes mostram quem você de fato é. Falar só por falar, tem um monte e de porcaria, o mundo já esta lotado.Paulo F(3)
O que não suporta nelas?
Não suporto o preconceito, a desonestidade, a falta de palavra. Isto me mata. Não suporto pessoas duas caras, pessoas mesquinhas. Pessoas que vivem sua vida em função de fazer “inferninhos”na vida dos outros. Pessoas que criam mentiras a seu respeito. Que dizem coisas e depois não assumem o que dizem. Isto me deixa louco da vida! Pessoas invejosas. Tenho inveja de muita coisa e sabe como faço? Trabalho para ter igual ou melhor… mas nunca para derrubar o que o outro tem. Acho isto a pior coisa do ser humano. E a ganância. Aff…Mas o que me mata mesmo, é a mesquinhez, o individualismo, a soberba e a mentira! Gente assim comigo, só apronta uma vez. Não tem a segunda nem a terceira. E minha indiferença se torna nítida. E gente covarde…essas… sem palavras.
Se tivesse o poder de abandonar numa ilha deserta pessoas desagradáveis, quem você deixaria lá?
Não sei. Acho que não deixaria ninguém. Gosto de ter por perto pessoas que por algum motivo, não gostam de mim, só para ter o prazer de olhar para elas e elas terem que conviver com meu sucesso, minha honestidade prevalecendo… enquanto elas, aos poucos vão se afundando na mesquinhez e falsidade. Deixaria sim, alguns políticos, pessoas aproveitadoras, mentirosas, preguiçosas e principalmente, pessoas covardes. Que fazem mal a animais, plantas, idosos e crianças e gente porca. Nossa, isso me mata.
Qual seu maior sonho?
Meu maior sonho é o de unir as pessoas. É ser como a mulher mais poderosa do mundo: Angelina Jolie, que apesar do dinheiro que tem, usa do seu tempo para ajudar crianças carentes, que estão passando fome, que estão morrendo por causa disso, enquanto tem um monte de gente ficando enorme de gordos, jogando comida fora, desperdiçando alimentos, água. Meu sonho é poder ter muito, mas muito dinheiro, e não usar somente para meu benefício. Aprendi com minha família, que você dividindo, você sempre ganha mais, de várias formas: na saúde, na prosperidade, no trabalho. Queria ter muito dinheiro e  montar uma casa enorme, uma mansão mesmo e nela, cuidar de idosos que os filhos jogam na rua, nos asilos, cuidar de crianças abandonadas, dando lhes amor, carinho, cultura, trabalho, educação. E principalmente, um lugar lindo, enorme para cuidar dos animais: cachorros, pássaros, gatos, tudo… amando e respeitando pois todos somos filhos de um único Deus, e como seres divinizados, devemos amar a tudo que é vivo e respeitar. Não somos melhor do que ninguém e já percebi que a inteligencia que temos, só usamos para o mal, e isto esta nos levando a ruína! Bem vinda a era do egoismo, do Século XXI. Não vou mudar o mundo eu sei, tenho consciência que precisamos do bem e do mal, do belo e do feio, do sujo e do limpo… mas com equilíbrio, e não como as coisas estão: com mais pessoas más, egoístas, mesquinhas, e  menos pessoas boas. Deveria ser o contrário. E se depender de mim, isto vai acontecer. Quero mostrar as pessoas que fazer o bem é chique, e só nos acrescenta, enobrece e deixa a pele mais bonita e o coração mais saudáve!
E a maior decepção?
Esta pergunta me entristece. Minha maior decepção foi conhecer muitas pessoas e descobrir que elas são mesquinhas, falsas,egoístas, gente mal caráter mesmo. Mas por um lado, devo a experiência de vida que tenho a elas, pois foi com elas que aprendi a ver o quanto precisamos evoluir na vida espiritualmente. E que a maldade e a mentira, não leva a nada. Vejo gente que tinha tanto na vida, e hoje não tem nada e vivem amargas. E cada dia mais, a verdade vem a tona. Mas o que me decepciona mesmo, é a injustiça e a maldade com animais, idosos e crianças. Isto me mata!Tem horas que tenho vontade de jogar tudo pro alto e ir embora. Mas vi que tem muitas pessoas que se espelham em mim. E não vou dar jamais, o gosto da derrota a estas pessoas que mal nos querem. Pelo contrário, é nelas que cresço cada vez mais. E me fortaleço. Como minha mãe sempre diz: Sempre tem Deus muito mais a lhe dar, do que o diabo a lhe tirar!
Algum projeto em vista?
Para 2013, posso afirmar isto, estaremos em mais 78 cidades e depois no Brasil todo, com o The One. Fora isto, estou em busca de uma empresa para lançar uma linha de cosméticos, sem testes em animais, para o meu público. E uma linha de sapatos, assinados por mim, e também uma linha de jóias e semi- jóias e perfumes! Estes já estão em andamento. Tem duas empresas poderosas aqui no Brasil, que querem minha imagem linkadas a seus produtos. E fico feliz por isto, sinal que estou fazendo direito e com honestidade o meu trabalho; e alguns empresários estão vendo isto, com sua visão empreendedora. Devo isto ao fato de ser uma pessoa formadora de opinião. As pessoas estão cansadas de produtos e anúncios “fakes”, montados. Por isso a busca de linkar minha imagem com alguns produtos. Por eu ser uma pessoa transparente, como falei antes, só divulgo aquilo que eu, Paulo Fonseca compraria. Não divulgo nada somente pelo dinheiro ou por divulgar. Meu público consumidor merece esta transparência. E os empresários, estão vendo isto em mim.
Confira os vídeos de Paulo Fonseca
Matéria da colunista Cleo Oshiro
Tecnologia do Blogger.