Thiago Targino - A caminhada do Sucesso


Thiago Targino - A caminhada do Sucesso



Thiago Targino, 28 anos, solteiro, nasceu e mora em São Paulo (capital). Esse jovem talentoso é músico, ator, contrabaixista e produtor musical. Já se apresentou com vários cantores famosos, tocou em várias bandas e abriu shows de outros artistas. Ele vai nos contar um pouco sôbre sua vida e do trabalho que esta fazendo agora no mundo do Sertanejo Universitário, com a dupla Bento e Thiago.

Thiago, como foi sua infância?
Olha, confesso que tive uma infância muito diferente da infância dessa nova geração, que aos 5 anos já teem Facebook, só querem saber de internet e programas de TV mais ou menos (risos). Nós chegávamos da escola e passávamos o dia jogando bola, jogando taco, vôlei, queimada etc, e quando anoitecia ainda brincávamos de esconde-esconde, patins, skate, bicicleta etc. Só lamento que essa nova geração mal saiba o que é tudo isso.

 Com que idade descobriu seu talento pra música? Começou tocando em igrejas?
Eu já tinha 13 anos quando escutei uma música e identifiquei um som que gostei. Tentei fazer esse som diferente utilizando um violão velho que tínhamos em casa. Meu então cunhado Reginaldo era músico, me disse que aquele som era de um Contrabaixo e logo me levou pra tocar com ele em uma igreja onde ele era guitarrista.

 Fale sobre o cunhado que te ensinou a tocar contrabaixo quando criança.
Reginaldo tinha 19 anos, eu 13 e mesmo assim éramos bastante próximos. Ele era um gênio em tudo que fazia e me ensinou os primeiros passos da música com uma clareza única. Em Janeiro de 1999 Reginaldo faleceu. Com apenas 19 anos e aparentemente saudável, teve um derrame cerebral e precisou nos deixar.

Você sempre gostou de música ou sonhava fazer outras coisas?
Eu sonhava ser jogador de futebol e jogava todo dia e toda hora se deixassem. Gostava de música, mas me apaixonei de verdade pela música quando conheci o contrabaixo, aí mudou tudo.

Geralmente as pessoas ligadas à música tem seus ídolos como referência. Quem são os seus? Quem te inspirou na música?
Curiosamente, quando iniciei não fui inspirado por nada além do próprio som do contrabaixo. Mas claro que com o decorrer do tempo fui pegando várias referências seja de baixistas, cantores, artistas em geral e até pessoas comuns. Ref. de baixistas: Marcus Miller, Zuzo(brasileiro) e Billy Sheehan. Cantores: M.Jackson e Steven Tyler. E sou fã de Davi (personagem bíblico), sempre o achei muito louco, um cara sem medo de obstáculos, sem medo do futuro, conquistou tudo, virou rei e ainda continuou misericordioso até com seus inimigos.

Quando você fez aulas de música, logo após tornou-se professor. Ensinava contrabaixo?
Eu já tinha feito aulas particulares com alguns baixistas, mas resolvi então entrar numa escola. Era uma rede de Escolas de Música, o nome da escola era Festival e tinham pelo menos 5 em São Paulo. Logo nos primeiros meses de aulas, fiz um teste e me tornei professor de duas das unidades. Esse foi meu 1º trabalho profissional na música, ensinava contrabaixo e a parte teórica da música em geral.

Você é formado em administração, foi bancário, mas trocou uma vida estável pela música. A família apoiou essa troca?

Continue lendo

Colunista - Cleo Oshiro
22/09/2012
Tecnologia do Blogger.