Cris Celentano




Cris e as Armadilhas virtuais

Hoje em dia com a rapidez que a internet chega até as pessoas, vem além de coisas positivas as negativas também. São informações que chegam até nós numa velocidade impressionante, nos possibilitando informações em tempo real e nos contactando com pessoas no mundo inteiro, diminuindo a distância entre os povos e estreitando laços de amizades nas redes virtuais. Quem nos dias atuais não tem ao menos um perfil na rede? Seja Msn, Orkut, Facebook, Twitter ou tantos outros mais existentes como os sites de relacionamentos oferecendo a oportunidade de encontrar sua cara-metade. Muitas pessoas se deixam envolver por essa busca desenfreada na esperança de encontrar alguém que possa preencher o vazio de suas vidas, já  que não conseguem isso no dia -a-dia. Mas existe uma diferença entre homens e mulheres nessa  busca. As mulheres na maioria das vezes , querem realmente encontrar alguém que possa atender as suas expectativas e assim investir em um relacionamento, enquanto os homens estão mais interessados em curtir uma aventura e nada mais. É evidente que existem excessões, mas são minorias o número de homens que buscam realmente encontrar uma mulher e assim investir num compromisso. Pra falar sobre esse assunto, nada como uma mulher que viveu essa experiência na realidade , e assim poder contar sobre a sua busca nas redes sociais pela sua cara metade. Ela pode não ter encontrado a sua alma gêmea, mas ao menos rendeu material para escrever um livro sobre o assunto. Cris Celentano é sociologa, divorciada, 3 filhos, nasceu e mora na cidade de São Paulo. Vamos conferir um pouco mais sobre o que ela tem a dizer sobre o assunto namoro nas redes sociais.

Cris,você foi professora de fotografia?
Sim, por 2 anos, na Instituição de Ensino Liceu de Artes e Ofício de São Paulo. Tinha várias turmas, de adultos e adolescentes.

Você também participa de um Grupo de debates sobre  Festivais de Cinema?
Hoje já não participo mais, por estar focada no lançamento de meu segundo livro .

Além de participar de um Coral Beneficiente, você faz aulas de dança Flamenca. Gosta de artes em geral?
Sim, do Coral não abro mão..bem como da dança. Arte e cultura são minha vida!

Você é socióloga, fótografa e consultora em relacionamentos virtuais. Tem mais alguma coisa que não sei?
Ah..muitas… Sou cidadã do mundo.  Mantenho um  Blog, e os perfis no Facebook. Escrevo muito, aconselho amigas, desenvolvo blogs para iniciantes…

Você trabalhou no Museu de Arte de São Paulo? Qual era a sua função?

Continue lendo

Publicação autorizada

Colunista Cleo Oshiro
Tecnologia do Blogger.